7 de fevereiro de 2012

O destino do acaso

É válido analisar que não se pode recusar a existência do destino no percurso da linha da vida de cada ser humano, pois, certos acontecimentos são, em sua grande maioria, inevitáveis em nossas vidas, porém, muito menos tornar inaceitável o poder que tem o acaso, em transformar tudo aquilo que foi minuciosamente planejado por nós. O fato é que gastamos tanto tempo de nossas vidas planejando um futuro que muitas vezes acaba por se dar de maneira incerta, na medida em que o acaso interfere de maneira vigente dentro da trajetória comum humana, do segmento natural do destino.

Sendo assim, o importante é saber que o acaso sempre se fará presente em nosso ciclo de vida, que em muitos momentos ele surgirá para desordenar tudo aquilo que estavamos por concretizar, bem como poderá surgir para transformar nossa vida, mudar nossos planos e encaixar de vez, de maneira benéfica a nossa história, logo, uma coisa é certa, não podemos controlar, apenas tentar compreender (...)


Poderia escrever as mais intrigantes formas de compreender o destino, mas, o acaso é meu maior desejo de reflexão, afinal, nossos sonhos tornam-se mais doces na medida em que o acaso dá o toque final do reordenamento da vida, na medida em que nos surpreende da forma mais inacreditável, onde o mais inimaginável acontece, onde o inesperado surge e torna-se parte fundamental, necessária e de extrema importância para nós.


O destino é a realidade dada por Deus, que denotanos o dever de proseguir com planos e projeções diárias, ao levantarmos todos os dias. O acaso é a surpresa que surge neste meio, aquilo que pode ou não causar-nos bem, mas que ao chegar, muda TODO o rumo do destino, fazendo-nos enxergar que NADA na vida é como achavamos que seria, que nada acontece do modo como desejamos, sonhamos ou queremos para nós... Não se pode compreender qual será o destino de cada acaso, pode-se apenas torcer para ser a melhor casualidade, contudo, de maneira pessoal e particular digo: os sonhos e planos os quais já tive um dia, nunca foram tão gostosos quanto a mão do acaso em cometer à minha vida, momentos de intensa felicidade.


"Engana-se aquele que está a pensar que nada de diferente ou de tão mágico ainda há por surgir em sua vida, o acaso sempre faz com que o destino meta os pés pelas mãos."



Talita Oliveira