16 de julho de 2012

Os processos da maturação

           A definição da palavra "maturidade" está intrinsecamente ligada à noção de responsabilidade, logo, ser maduro significa primordialmente assumir a posição de responsabilidade por tudo aquilo que nos acontece em nosso ciclo da vida.

          Diante disto, compreende-se que tal conceituação é diferente da ação de assumir a culpa por algo, ou seja, se existe um compromisso importante e por algum motivo será n...ecessario se ausentar, mesmo são sendo sua culpa, ainda assim, você é responsável por sua ausência, deste modo, a relação e definição de maturidade neste caso está vinculada a maneira em que você irá se posicionar frente à ausência de tal compromisso.

          Neste sentido, pesquisas revelam que existem outros aspectos da maturidade, que partem para além, relevando ainda a apresentação de dois graus que podem ser analisados frente aos acontecimentos: A maturidade como desenvolvimento e a maturidade de momento.

          A maturidade como "desenvolvimento" é compreendida como a maturidade que é alcançada e não mais perdida pelo homem ao longo de sua vida, são reflexões e conclusões e ações maturamente analisadas sobre determinados acontecimentos.

          Por outro lado, a maturidade como "momento", faz parte das diversas situações em que todos nós agimos de forma adolescente ou até mesmo infantil, mesmo que, em um nível, ainda tenhamos uma maturidade desenvolvida e adquirida, por outro lado, flutuamos entre estados de ações infantis, considerando assim que mesmo em fase adulta, todos os homens ainda que maduros e responsáveis podem agir de forma infantil e adolescente, de modo a não considerar as conseqüências de seus atos.


"A maturidade me permite olhar com menos ilusões, aceitar com menos sofrimento, entender com mais tranquilidade, querer com mais doçura." (Lya Luft)


Talita Oliveira

Freud nem sempre explica

              No segmento social presente, neurologistas e demais pesquisadores da mente humana afirmam que apesar de obter dignissima relevância popular, a psicanálise não mais se encaixa com o que atualmente compreendemos sobre o funcionamento do cérebro, bem como pela causa da mesma ter-se fechado para as demais experiências tanto de cunho religioso quanto místico, limitando-se e ao mesmo tempo tornando-se insuficiente para os diagnósticos em respeito ao homem. Introduzindo a notável percepção de que num futuro muito próximo, psicanalistas, espiritualistas e neurocientistas trabalharão de maneira conjunta.

              Deste modo, a famosa frase clichê "Freud explica", advinda do século XX não corresponde totalmente às necessidades do psique humano do século XXI. Isto porque compreendemos bem, o quanto o ambiente é um fator potencialmente determinante no processo de vivência de cada indivíduo, denotando então, que viveremos de acordo com os sentimentos que cultivarmos ao longo de nossas vidas.

               E para embasar tais afirmações, cabe então: “Se como indivíduos somos produtos do meio, somos também produtos de uma época, e como tal, muda de tempo em tempo e pode até mesmo variar de cultura para cultura". (Silvio Carvalho - Prof. Psicologia Social da UFF).

              Para efeitos conclusivos, pensemos mais sobre nossas atitudes diárias, primordialmente aquelas em que fogem nossa aprovação, ou à moral social, pois, como Freud afirmava em suas citações: "O pensamento é o ensaio da ação"... vamos então dar o primeiro passo para a transformação, nunca permitindo que nenhuma reflexão filosófica nos tire a alegria de usufruir das coisas simples da vida.

(Talita Oliveira)