17 de maio de 2015

Opostamente iguais

Dizem por aí que os opostos se atraem, diante de tal afirmação, sempre me questionei a respeito disto...
Por pouca experiência de leituras que tratem a respeito do assunto, sobretudo de peculiares vivências amorosas, penso que a frase é totalmente verídica, no entanto, contraditória. 
Entendo que os opostos devam se atrair, pelo ímpar e surreal, pelo diferente e intrigante sabor da paixão, do amor, das descobertas iniciais de um relacionamento á dois, contudo, não significa dizer que por tais justificativas, uniões dessa categoria possam se combinar, ou melhor, trazer-nos a tão desejada felicidade amorosa.
Os seres humanos têm a dádiva de serem ÚNICOS, fato inegável e principalmente incontestável, no entanto, algumas diferenças demasiadamente extremas entre pessoas que escolhem se relacionar, interferem diretamente no sentimento de felicidade que deveriam obter com essa relação.
Diante disto, entende-se que quanto mais intimidade você possuir com determinada pessoa, mais  possibilidades em compartilhar desejos, gostos, manias e sonhos terá, deste modo, começam a surgir as barreiras e obstáculos, que parecem não ter mais fim.
Sendo assim, é a partir deste ponto em que os opostos acabam por tornarem-se "iguais", quando tomam a medida de buscar modificar o outro, tentando torná-lo seu semelhante, fato que destrói antecipadamente qualquer relação.
Quando namorados, os casais sentem-se fortemente atraídos pelas diferenças,  porém, quando constituído o matrimônio, ou até mesmo extrema intimidade de casal, caem dentro de uma realidade perplexa de que antagônicos pontos de vista não podem gerar frutos de felicidade eterna.
Não deixa de ser uma grande ironia imaginar que  o diferente que tanto nos instiga e atrai, acaba por ser o ponto chave para nosso desequilíbrio amoroso. 
                                                                                                         Talita Oliveira

"Dois complicados, complexos e totalmente opostos. Mas ela tem alguma coisa que te faz voltar. E você, por incrível que pareça, tem algo que não deixa ela ir."  (Lohanny)