Pular para o conteúdo principal

Opostamente iguais

Dizem por aí que os opostos se atraem, diante de tal afirmação, sempre me questionei a respeito disto...
Por pouca experiência de leituras que tratem a respeito do assunto, sobretudo de peculiares vivências amorosas, penso que a frase é totalmente verídica, no entanto, contraditória. 
Entendo que os opostos devam se atrair, pelo ímpar e surreal, pelo diferente e intrigante sabor da paixão, do amor, das descobertas iniciais de um relacionamento á dois, contudo, não significa dizer que por tais justificativas, uniões dessa categoria possam se combinar, ou melhor, trazer-nos a tão desejada felicidade amorosa.
Os seres humanos têm a dádiva de serem ÚNICOS, fato inegável e principalmente incontestável, no entanto, algumas diferenças demasiadamente extremas entre pessoas que escolhem se relacionar, interferem diretamente no sentimento de felicidade que deveriam obter com essa relação.
Diante disto, entende-se que quanto mais intimidade você possuir com determinada pessoa, mais  possibilidades em compartilhar desejos, gostos, manias e sonhos terá, deste modo, começam a surgir as barreiras e obstáculos, que parecem não ter mais fim.
Sendo assim, é a partir deste ponto em que os opostos acabam por tornarem-se "iguais", quando tomam a medida de buscar modificar o outro, tentando torná-lo seu semelhante, fato que destrói antecipadamente qualquer relação.
Quando namorados, os casais sentem-se fortemente atraídos pelas diferenças,  porém, quando constituído o matrimônio, ou até mesmo extrema intimidade de casal, caem dentro de uma realidade perplexa de que antagônicos pontos de vista não podem gerar frutos de felicidade eterna.
Não deixa de ser uma grande ironia imaginar que  o diferente que tanto nos instiga e atrai, acaba por ser o ponto chave para nosso desequilíbrio amoroso. 
                                                                                                         Talita Oliveira

"Dois complicados, complexos e totalmente opostos. Mas ela tem alguma coisa que te faz voltar. E você, por incrível que pareça, tem algo que não deixa ela ir."  (Lohanny)

Comentários

  1. Dois complicados, concordo! Mais com as almas ligadas eternamente, e ruim de tudo é que você sabe disso.... Mais talvez não aceita!
    Eu amo você do jeito que você é, e com você estiver, o meu carinho não passa, e não passará. Só queria 30 mim olhando pra você, você me xingando, me detestando, até mesmo me enchendo de porrada. Pelo menos isso aliviaria as duas almas. A minha por recarregar as energias com os teus olhos, e a sua por jogar pra fora todo esse orgulho tolo, que ainda te faz a mesma menina mimada, orgulhosa que eu amo sempre.

    ResponderExcluir
  2. Algumas verdades nem sempre virão a tona, nem sempre servirão de pretextos e/ou contextos. Mas nem sempre a verdade é realmente "verdadeira" , nem sempre a realidade é, necessariamente, a verdade. O que torna-se humano são os passíveis erros e as benéficas lembranças, de algo que, mesmo fazendo sofrer, fez amadurecer. Lembrança, ah palavra doce e ao mesmo tempo dolorosa. Calor do corpo, cheiro inexplicável, incomparável e inesquecível. É o cheiro que você exala. Sim, você tem um cheiro único, um sorriso avassalador. Palavras... Apenas palavras, de um ser que levará para o resto da vida lembranças, lembranças que são ligadas a você, que você fez, faz e fará parte para o resto da vida.... Ótimas lembranças.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

PASSADO, PRESENTE & FUTURO

Nem TUDO o que aparentemente é bom, faz bem para você. Neste sentido, bem assim são as pessoas. Não sabemos o que o destino nos reserva, vivemos planejando, antecipando momentos, dias, meses, anos, décadas e sempre estamos a frente de nosso próprio FUTURO. Interessante é que não sabemos sequer aonde iremos chegar, apenas, o máximo que podemos ter em mente é o que DESEJAMOS, mas, muitas vezes sequer isso conseguimos materializar nas nossas vidas. Nós, eternos seres errantes, na luta contra nossa própria personalidade, na luta contra nossos próprios lobos (internos) diários, temos que enfrentar um UNIVERSO cheio de inconstância e imprevisibilidade lá fora! O mais interessante é que aquilo que desejamos HOJE, pode não ser mais o que queremos para AMANHÃ, sequer aquilo que um dia almejamos ter no passado! Como podemos compreender tamanha falta de certeza sobre nós mesmos? Ao mesmo tempo questiono: O que seria do HOMEM se não fossem seus sonhos? Sonhar, mesmo que sentindo o objetivo um po…

Dê-me MOTIVOS

Ninguém vive de promessas, o ser humano necessita de concretude, de FATOS, meios possíveis de se realizar um desejo, um sonho, ou, uma vontade. Dizem que não precisamos de muito para sermos felizes, concordo! Porém, tenho plena convicção que precisamos do "MATERIALISMO DAS PALAVRAS", das ações vistas aos olhos humanos. O ser humano anda tão desacreditado, que a cada dia que passa reinventa novas formas em busca da felicidade, esquecendo-se que ser FELIZ é algo constante, requer passar pelas turbulências diárias da vida, entretanto, ao lado de pessoas que nos dêem MOTIVOS para acreditar, amar e tocar o barco da vida.

"De que adianta falar de motivos, às vezes basta um só, às vezes nem juntando todos" (José Saramago)

Mar, amar, remar e não parar...

No desejo de sentir o que nunca senti, de enxergar o que ainda não vi, de sonhar algo novo e acreditar mais uma vez, porque um dia deixei de acreditar, de não querer mais amar, de achar que nunca amei, de cansar de saber tudo o que sei. 
Tenho visto, vivido e sentido o ser humano fugindo de suas verdadeiras responsabilidades sentimentais, quando sofre, penaliza-se, quando sente-se feliz, responsabiliza a outrem. Então me questiono.: como pode um ser humano dotado de tanta autonomia depender tanto do outro, não enxergar seus próprios valores e principalmente, desacreditar no amanhã? 
Sinto-me exausta de embarcações estranhas, cansada do novo que não trás novidades, de meias pessoas e meias verdades, por isso sei, não tem sido fácil pra você, diversas vezes virar a página, rescrever diversas histórias, viver tempos turbulentos, tempos calmos, tempos em que o tempo não importava, tempos em que voltar ao tempo necessitara, de chegar o momento, de esquecer o sofrimento, ou mais …