Pular para o conteúdo principal

Findar...

Ainda preciso me entender, compreender o que eu vim fazer aqui, não consigo enxergar meu caminho, minha vista tem ficado um tanto turva diante desta estrada! Meus pensamentos se fundem e me confundem por inteiro, quero me mesclar à toda essa fusão interna e viver todo o lixo e o luxo, banhar-me da água e do óleo e carregar as melhores sensações e também os melhores sentimentos que tornem minha vida sensivelmente harmonica.

Não me perco mais do que o necessário...

Um bom olhar, sutil observação que torne aquele momento crucial, venenos leves, esconder alguns machucados, por à mostra outros, sorrir e disfarçar, lamentar e se gabar, procurar não entender o que foi dito quando o momento de ouvir for impróprio, ou até mesmo pelo simples fato deste momento não poder acontecer. Fazer-se de desentendido? cantarolar, parar no tempo, entrar no cosmos e esquecer de todos, estando presente, estando sagaz, observando à TUDO e à TODOS... é, até aquele pássaro que pousa no alto do morro que seus olhos não visualizam nítidamente, mas que alguns 'feelings' desdobram fácil. Vamos findar todos esses conceitos de personalidade impostos, a cena é sua, o palco é sua vida, você é o ator e também seu proprio diretor, nessa trama só você atua e dela só você faz parte.

Talvez isto torne a vida menos sofrida, tadinha! sempre sendo culpada por todas as tristezas e fracassos humanos (é a vida! e que droga de vida! porque a vida fez isso comigo? odeio minha vida!) aprenda a se culpar, e concertar seus próprios erros, reajustar seu perfil e desculpar-se de suas mancadas... você usa a vida e não o contrário, então gaste seus instantes com moderação, ser de um jeito só é extremamente desgastante, mas viver camuflando nem sempre é o melhor remédio pra solução de seus problemas, por favor evitemos certas metamorfoses.

Bruscamente a tristeza
se lança do ventre da desesperança e
a agonia sobrepuja o tempo,
esvaindo o contato mais íntimo
e transformando a memória
de várias andanças
em questões e lamentos.

Quando a certeza
lava a alma em prantos
e faz de belos devaneios
uma aventura vazia,
reconstruo sentimentos
e padeço, somente,
por terminar nossa história
nos versos desta poesia.

Talita Oliveira

Comentários

  1. Findar...
    Findar?
    Findar nesse mundo?
    Creio que seja arriscado, pois afinal, estamos de passagem. Mas a colocação é interessante e recorrente: haverá a tão sonhada harmônia?
    Só de pensar os "pensamentos se fundem e me confundem por inteiro". Me perco tentanto me achar.
    Só espero "não perde mais do que o necessário" para me entender ou para talvez chegar a essa harmonia.
    O importante é lembrar, como lembrastes de escrever, nós somos culpados e não a vida. Independente do que aconteça. Se começastes a campanha, eu apoio: "assuma as suas responsabilidades".

    PS: se repeti tudo que postou é pq era tudo que penso a respeito. Me responsabilizo e te credito.

    REFERÊNCIAS: Oliveira, Talita disponível em http://hostilidadesutil.blogspot.com/2009/11/findar.htm

    Ass: CSP

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

PASSADO, PRESENTE & FUTURO

Nem TUDO o que aparentemente é bom, faz bem para você. Neste sentido, bem assim são as pessoas. Não sabemos o que o destino nos reserva, vivemos planejando, antecipando momentos, dias, meses, anos, décadas e sempre estamos a frente de nosso próprio FUTURO. Interessante é que não sabemos sequer aonde iremos chegar, apenas, o máximo que podemos ter em mente é o que DESEJAMOS, mas, muitas vezes sequer isso conseguimos materializar nas nossas vidas. Nós, eternos seres errantes, na luta contra nossa própria personalidade, na luta contra nossos próprios lobos (internos) diários, temos que enfrentar um UNIVERSO cheio de inconstância e imprevisibilidade lá fora! O mais interessante é que aquilo que desejamos HOJE, pode não ser mais o que queremos para AMANHÃ, sequer aquilo que um dia almejamos ter no passado! Como podemos compreender tamanha falta de certeza sobre nós mesmos? Ao mesmo tempo questiono: O que seria do HOMEM se não fossem seus sonhos? Sonhar, mesmo que sentindo o objetivo um po…

DESEJOS HUMANOS

O homem necessita da obtenção do sentimento de pertencimento social, saber compreender que de FATO suas ações tem grande impacto e notoriedade para o tão almejado alcance da transformação social, propiciando a mudança do status quo. Ser humano é poder reinventar-se a cada dia, mesmo diante dos impactos pessoais, políticos ou sociais que o MUNDO vivencia cotidianamente, diante disto, garantir direitos parte não somente da obrigação Estatal, mas, dos, "pequenos" munícipes, que possuem poder de VOZ que jamais nenhum passado histórico opressor, como a DITADURA MILITAR poderá calar a força de cada um. Questiono-me o que é a vida, senão a luta pela mesma, pela sobrevivência, por permanecer ativo e forte diante de tantas AUSÊNCIAS, estejam elas baseadas em qualquer aspecto. Enquanto cada um faz a sua parte, o mundo vai transformando naquilo que mais desejamos, um lugar adequado para se viver, ou, pelo menos, passível de se habitar para a sobrevivência social. Chega um determinado …

Mar, amar, remar e não parar...

No desejo de sentir o que nunca senti, de enxergar o que ainda não vi, de sonhar algo novo e acreditar mais uma vez, porque um dia deixei de acreditar, de não querer mais amar, de achar que nunca amei, de cansar de saber tudo o que sei. 
Tenho visto, vivido e sentido o ser humano fugindo de suas verdadeiras responsabilidades sentimentais, quando sofre, penaliza-se, quando sente-se feliz, responsabiliza a outrem. Então me questiono.: como pode um ser humano dotado de tanta autonomia depender tanto do outro, não enxergar seus próprios valores e principalmente, desacreditar no amanhã? 
Sinto-me exausta de embarcações estranhas, cansada do novo que não trás novidades, de meias pessoas e meias verdades, por isso sei, não tem sido fácil pra você, diversas vezes virar a página, rescrever diversas histórias, viver tempos turbulentos, tempos calmos, tempos em que o tempo não importava, tempos em que voltar ao tempo necessitara, de chegar o momento, de esquecer o sofrimento, ou mais …